Pular para o conteúdo principal

Resenha | Em Chamas - Suzanne Collins

Jogos Vorazes #2
Editora: Rocco
Páginas: 400
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob

Publicado originalmente em 2009 com o título de Catching Fire.

Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem. 

O segundo livro da trilogia dos Jogos Vorazes foi um bom livro de meio, embora não tão surpreendente quanto o primeiro, segue a história com uma boa continuação. Você pode ler a minha resenha do primeiro volume aqui.

Depois de se tornarem os ganhadores da 74ª edição dos jogos, Katniss e Peeta vão fazer a turnê da vitória e começam a ter seus olhos abertos, inspiraram uma rebelião. Pela maneira sutil, porém eficaz de se oporem a opressão governamental, acabaram fazendo surgir vários movimentos de descontentes ao redor dos distritos.

É claro que não seria deixado barato. Para celebrar a 75ª edição dos jogos, acontecerá o Terceiro Massacre Quaternário, uma edição com requintes de cruedade maiores que as "edições normais". Essa edição se dará entre os vencedores dos jogos. Logo, temos adolescentes, velhos, adultos, pessoas que ficaram deformadas e traumatizadas já com a primeira experiência nos Jogos, que tiveram a chance de escapar da Arena com vida, agora serão novamente jogadas lá para tentar novamente.

Porém, dessa vez é diferente. Dessa vez, o tordo inspirou a população e os participantes dos Jogos a tentarem vencer o sistema. Dessa vez, coisas estranhas acontecem. Alianças improváveis se formam dentro dos jogos.

A história desse segundo volume não é surpreendente, já imaginei o que aconteceria ao ler o primeiro livro. Porém, achei que foi bem executado. A inserção de novos personagens foi feita com maestria, me envolvi com os novos rostos, sofri com suas mortes. 

A personagem de Katniss me irrita um pouco, não consigo enxergar nela a face da rebelião, ainda mais por ela estar toda cheia de culpas e disposta a se sacrificar em nome de Peeta. A força que ela tinha no primeiro livro, de querer sobreviver acima de tudo para cuidar da irmã e voltar para casa, nesse livro fica apagada. Agora ela quer salvar Peeta e, aparentemente, os outros participantes também querem a mesma coisa (só fui entender porque mais lá para o final do livro, mas não gostei da justificativa da autora).

Confesso que não esperava pelo desfecho do livro. Fiquei surpresa e positivamente. Achei que o gancho deixado para o terceiro e último livro foi interessante e trouxe as explicações necessárias. A ação permanece constante nesse livro, o que para mim, é o que faz o diferencial nessa trilogia. O esquema preparado para a Arena foi muito criativo! E fiquei extasiada com os acontecimentos, sempre querendo saber o que viria a seguir.

Gostei bastante dessa continuação, embora tenha minhas ressalvas quanto a Katniss como personagem e força motora da rebelião. Realmente é uma trilogia bem interessante e merece toda a atenção que teve e tem.

E você? Já leu a trilogia? O que achou do segundo livro? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Li a trilogia toda ano passado.. E pra mim, Em chamas é o melhor! A sensaçao q eu tenho é que acada hora acontece alguma coisa surpreendente e te deixa naquela emoção pro final..
    Enfim.. Espero q goste de A esperança, não é meu favorito da trilogia mas eu gosto bastante do livro...

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive alguns problemas com A Esperança :/ mas até que foi um final mais ou médio hehe

      Beijos!

      Excluir
  2. Amooo essa trilogia, e sem dúvida alguma Em Chamas é meu favorito, tanto o livro quanto o filme, com altas emoções! Só achei que faltou a parte do relógio de tordo do Plutarch e os jogos do Haymitch no filme, mas tirando esses pequenos detalhes o filme foi bem fiel ao livro!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito do livro "Em Chamas", mas não tanto como o primeiro da trilogia, claro! Acho também que a explicação de todos estarem defendendo o Peeta foi meio "Ta, e..?" Agora me resta ler A Esperança! E aguardo resenha dele aqui no Arrastando as Alpargatas!

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/
    El Costa, do Confins Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu problema é que eu não gosto do Peeta haha
      Qualquer coisa relacionada a ele, eu já reviro os olhos! haha

      Beijos

      Excluir
  4. Oi Rafa tudo bem, estou mega curiosa para ler o segundo livro dessa trilogia, apenas li Jogos Vorazes e passei a ler bastante distopias, gostei dos detalhes da sua resenha sobre o livro!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  5. Se a Katniss te irritou nesse, espera pra ver o q ela fará em A Esperança :P
    EU A ODEIO! Menina chata do cacete! hauhauhauhauhauh
    Inclusive detestei o terceiro livro... mas enfim, não quero estragar sua leitura. Até pq, vc chegou em um ponto em q precisa saber q q vai acontecer...

    Bjooooo

    Blog Subexplicado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cah, tenho que concordar ctg. Que guriazinha mais chaaaata! hahaha

      Beijos

      Excluir
  6. Oi Rafa,
    Achei Em Chamas o melhor livro da saga. No final do primeiro livro eu n tinha a menor ideia de que rumo a série iria tomar e me surpreendi bastante. É interessante como a estória não é apenas sobre a Katniss, mas vai mto além...
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Eu também adorei Em Chamas, a história toda foi muito legal.

      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Resenha | Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen - Cora Harrison

Editora: Rocco
Páginas: 320
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2010 com o título de I Was Jane Austen's Best Friend

Chega ao Brasil o livro: "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen" da autora Cora Harrison. A história tem o objetivo de introduzir os mais jovens ao empolgante mundo dos livros de Jane Austen. O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.