Pular para o conteúdo principal

Resenha | A fúria dos reis - George R. R. Martin

As Crônicas de Gelo e Fogo #2
Editora: Leya
Páginas: 656
Estrelas: ✬✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 1999 com o título de A Clash of Kings

Um cometa da cor do sangue e fogo atravessa o céu. E a partir da cidade antiga de Dragonstone às margens proibidas de Winterfell, reina o caos. Seis nações lutam pelo controle de uma terra dividida e pelo Trono de Ferro dos Sete Reinos, preparando-se para o embate através de tumulto, confusão e guerra. É um conto em que irmãos conspiram contra irmão e os mortos se levantam no meio da noite. Neste lugar uma princesa se disfarça como um garoto órfão, um cavaleiro espiritual prepara um veneno para uma feiticeira traidora, e homens selvagens descem das Montanhas da Lua para devastar o campo de batalha. Com um pano de fundo incesto, alquimia e assassinato, a vitória pode chegar aos homens e mulheres possuidores do aço mais frio … e corações mais gelados. Quando há um confronto entre reis, toda a terra treme.


Confira a resenha do primeiro livro da saga aqui!

George mais uma vez me deixou sem fôlego, introduziu mais personagens e mais cenários a já épica história que ele iniciou na Guerra dos Tronos.

O reino está dividido e em disputa. É cheio de batalhas sangrentas, traições e uma maior introdução de elementos sobrenaturais também. É impressionante que em Winterfell, eu sinto frio. Em Pyke, o cheiro do mar. As descrições, embora ocupem uma grande parte desse livro, não são chatas de ler. Pelo contrário, fazem com que eu me sinta dentro da história.

Além das batalhas épicas, Martin continua construindo seus personagens. Arya é uma das personagens femininas mais fortes que eu já li, seu crescimento ao longo desses dois livros iniciais é visível e de nenhuma maneira parece forçado, ela evolui à medida que a história evolui.

Os personagens não são nada planos e, na minha opinião, faz com que o livro seja crível. Com o Tyrion, eu continuo numa relação de amor e ódio. A Catelyn também me dividiu, eu entendo as razões dela, para fazer o que ela faz, porém, não acho que ela tenha medido as consequências disso e, vou contar, são desastrosas! Talvez somente o Lorde Tywin Lannister seja plano, ele me dá só medo mesmo haha!

No primeiro livro, o mundo me fascinou. Nesse segundo, os personagens me mantiveram atenta a tudo. A história de Guerra dos Tronos foi mais interessante, mas a evolução desse segundo não ficou muito para trás. Continuamos com múltiplas perspectivas e um amplo arranjo de localizações.

Os elementos mágicos da história acontecem de uma maneira muito mais paulatina que no seriado. Pontos para o livro! Eles vão se introduzindo aos poucos, sem pressa, a seu tempo, porém não se arrastam. É um ritmo de construção mesmo. Somente no final o ritmo de leitura é acelerado.

E o final, bom. O livro todo culmina num evento gigantesco. O ritmo acelera e fiquei tensa até terminar. Épico! Mantém a curiosidade acesa para o que acontecerá a seguir ao mesmo tempo que conclui a história do livro.

Você já leu? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Adoro!!! Gosto muito da Arya e vivo torcendo para as coisas darem um pouco certo para ela, coitada!! rsrs

    Quanto ao Tyrion, sempre gostei dele!! rsrs Parei no terceiro e tenho que retomar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou no terceiro agora! Ainda estou dividida com o Tyrion...eu gosto dele, mas pq o desgraçado tinha que ser Lannister? haha

      Beijão

      Excluir
  2. Ainda tenho que ler o primeiro :/ nem a seie assisti tb então não sei muita coisa sobre o livro. Esses dias vi q tava passando na hbo a primeira temporada ep 7 se eu n e engano. Assisti um pouco mas achei que tava muita sacanagem pro meu gosto kkkk o livro e assim também?
    Forever a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, tem sexo tanto na série, quanto nos livros. Mas, eu acho que na série fica muito mais explícito (até por ser visual, né...). O foco do livro não é na sacanagem haha mas também tem. Acho que depende do quanto vc se incomoda com isso ou não.
      Não sei se vc já leu romances de banca, nesse tipo de livro eu até fico com uma vergonhazinha de ler perto de outra pessoas haha e não é o caso do GOT. São mais cenas de passagem...
      Pergunta difícil, Camylla! hahaha
      Acho que vc vai ter que experimentar e ver por si mesma. Eu espero que vc goste dos livros, porque eu estou apaixonada! haha

      Beijão!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Resenha | Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen - Cora Harrison

Editora: Rocco
Páginas: 320
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2010 com o título de I Was Jane Austen's Best Friend

Chega ao Brasil o livro: "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen" da autora Cora Harrison. A história tem o objetivo de introduzir os mais jovens ao empolgante mundo dos livros de Jane Austen. O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.