Pular para o conteúdo principal

Resenha | Os Contos de Beedle, o Bardo - J. K. Rowling

Editora: Rocco
Páginas: 108
Estrelas
Skoob
Publicado originalmente em 2008 com o título de The Tales of Beedle the Bard

Os contos foram traduzidos das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos. Não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas.



O que poderia se chamar de versão bruxa dos contos dos irmãos Grimm é um livrinho muito divertido de se ler. Traduzido pela Hermione e comentado pelo professor Dumbledore.

O primeiro conto é "O Bruxo e o Caldeirão Saltitante" que conta a história de um velho que morre e seu filho não quer continuar fazendo as bondades que seu pai exercia até que seu caldeirão não dá escolha. 

"A Fonte da Sorte" é a história, claro, da Fonte da Sorte, que uma vez por ano realiza o desejo de quem se banha nela. Três bruxas e um trouxa se aventuram até chegar a essa fonte e tem que escolher qual se banhará.

Um certo mago arranca seu próprio coração para que não sofra com as agruras do amor em "O Coração Peludo do Mago".

"Babbitty, a Coelha e seu Toco Gargalhante" é o conto preferido do Ronny e conta a história de um rei trouxa que queria ser o único mágico de seu reino.

E finalmente, "O Conto dos Três Irmãos". Aquele mesmo que fãs de Harry Potter conheceram com o último livro da série. Dos três irmãos que se salvaram da morte ao atravessar uma ponte e foram agraciados, cada um, com presentes diferentes e o caminho que tomaram depois disso.

Os comentários do Professor Dumbledora são comentários de professor mesmo. Com contexto histórico, análise bruxos x trouxas, procura pelos fatos por trás dos mitos. Acabamos tendo mais um gostinho de Hogwarts com o professor nos contando sobre uma vez que tentaram encenar "A Fonte da Sorte" e o por quê de ter dado errado.

Eu li esse livrinho em uma sentada, nem sei porque demorei tanto para pegá-lo. Acabei ficando com vontade dados os comentários no post Chegou #2, quando eu mostrei que tinha comprado o "Quadribol Através dos Séculos" e mencionaram esse livro. 

É claro que ele é escrito para fãs da série, sem ler os HP's acho que não teria tanto valor. Para os fãs, é ótimo! Para matar a saudade e para conhecer um pouco mais do mundo mágico. Em grande parte, o mundo mágico do HP é tão bom por causa da imersão que se tem, de todo o contexto. Não é uma história rasa, tem várias camadas que vamos descobrindo aos poucos e esse livrinho contribui para essa profundidade.

Você já leu a série Harry Potter? E seus livros acompanhantes? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Olá, Rafa!

    Você falando agora deu uma saudade boa de Harry Potter...
    Nunca me interessei muito por ler porque uma amiga uma vez me falou, acredite, que era chato. Eu fiquei meio assustada porque se tratando da J.K isso era muito pouco provável. Gostei da sua resenha e quero muito ler. Quero muito ler o conto dos três irmãos, que é a coisa mais linda desse mundo bruxo. Com certeza um livro que eu vou guardar para contar pros meus filhos. Quem sabe um dia eles não lêem a série inteira?

    Nunca li "Quadribol através dos séculos", mas acredito que também deve ser interessante. Relembrar um pouco da época em que li Harry Potter é sempre bom pra mim. Você sente a mesma coisa?

    Beijos,

    Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!

      Eu morro de saudades de HP também. Sempre que sai alguma notícia, alguma declaração da JK, qualquer coisa, eu estou atenta. Bate aquela nostalgia, aquela sensação de conforto.
      Falta ler agora só o Animais Fantásticos e Onde Habitam e daí completo a tríade. Eu adorei a leitura, li com sorriso no rosto! Super vale a pena.

      Também quero passar essa paixão para os meus futuros filhos *.*
      Bjs

      Excluir
  2. De HP só li o primeiro livro.... Mas quero muito ler toda a serie logo inclusive esse livro!

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Realmente trouxe a nostalgia à tona! Gosto bastante de Harry Potter e, como um fã, sempre queremos qualquer novidade que venha sobre a saga. Cada livro assim torna um mundo que já é gigantesco, maior e mais detalhado. Infelizmente, ainda não li nem "Os Contos de Beedle, o Bardo", nem o "Quadribol através dos séculos" e nem "Animais fantásticos e onde Habitam". Me arrependi de ter perdido a promoção dos três juntos por um precinho de alfinete.
    Gostei da resenha, principalmente da parte dos comentários do Profº Dumbledore. Em breve, quem sabe ^^

    Bjoos Rafa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu estou aproveitando promoções esparsas no Sub! Comprei agora o Animais Fantásticos. Não sei porque não os li antes! *.*
      O único problema é que dá muita ressaca, dá vontade de reler assim que acaba! haha
      Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Resenha | Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen - Cora Harrison

Editora: Rocco
Páginas: 320
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2010 com o título de I Was Jane Austen's Best Friend

Chega ao Brasil o livro: "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen" da autora Cora Harrison. A história tem o objetivo de introduzir os mais jovens ao empolgante mundo dos livros de Jane Austen. O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.