Pular para o conteúdo principal

Resenha | Fangirl - Rainbow Rowell

Editora: St. Martin's Griffin
Páginas: 448
Estrelas
Skoob
Publicado originalmente em 2013.

Cath is a Simon Snow fan. Okay, the whole world is a Simon Snow fan, but for Cath, being a fan is her life—and she's really good at it. She and her twin sister, Wren, ensconced themselves in the Simon Snow series when they were just kids; it's what got them through their mother leaving.
Reading. Rereading. Hanging out in Simon Snow forums, writing Simon Snow fan fiction, dressing up like the characters for every movie premiere. Cath's sister has mostly grown away from fandom, but Cath can't let go. She doesn't want to.
Now that they're going to college, Wren has told Cath she doesn't want to be roommates. Cath is on her own, completely outside of her comfort zone. She's got a surly roommate with a charming, always-around boyfriend, a fiction-writing professor who thinks fan fiction is the end of the civilized world, a handsome classmate who only wants to talk about words... And she can't stop worrying about her dad, who's loving and fragile and has never really been alone.
For Cath, the question is: Can she do this? Can she make it without Wren holding her hand? Is she ready to start living her own life? Writing her own stories? Open her heart to someone? Or will she just go on living inside somebody else's fiction?


Eu fui com sede até esse livro. A primeira vez que ouvi falar, dei uma olhada na Amazon, não gostei da sinopse e deixei passar, porém, no final do ano passado, esse livro deu um boom em canais gringos e esse livro foi citado em inúmeros vídeos de melhores do ano.

Eu não quis ficar de fora e entrei na leitura. Acabei me decepcionando. Não que a história seja ruim, porém, não notei nenhum ponto que chamasse tanta atenção assim. Eu esperava algo inovador, que me fizesse querer devorar o livro e não foi bem isso que aconteceu.

Cath, nossa protagonista, é escritora de fanfiction e vive num mundinho só dela. Não sai e não tem amigos, somente Simon e Baz (protagonistas que ela toma emprestados para sua fanfic). Ela tem uma irmã gêmea, Wren, e ambas estão indo para a faculdade. Wren quer abrir seus horizontes e não quer mais dividir quarto com a irmã. O que faz Cath ir morar com Reagan e conhecer Levi, namorado da Reagan.

Wren é o total oposto de Cath. Sabe gata de apartamento? Quando saiu de casa, caiu na vida. Cheia de namorados, festas e novos amigos. Mas o oba-oba não vai muito longe, logo ela acaba tendo problemas com bebidas e não tem ninguém para ajudá-la, pois se afastou totalmente de Cath.

Reagan é um caso de amor e ódio. De cara, detestei ela, ela não para no dormitório e quando aparece, é bem mal educada. Porém, depois de um tempo, me acostumei com a personagem, ela acabou ficando mais presente na história. Ela não tem papas na língua e acaba gerando alguns dos diálogos mais engraçados do livro.

Não tem como dizer que a história desse livro é tal. Ele começa com a ida das gêmeas para a faculdade e depois se divide em diversos aspectos da vida de Cath. Além do já citado ali em cima, tem todo um lado da história da Cath com o pai dela que é bem legal. Também com a sua professora de escrita de ficção e um colega dessa mesma aula que faz parceria de escrita com Cath. E claro, um casinho amoroso.

A Cath, apesar de ser uma solitária semi-reclusa, é extremamente dependente dos poucos relacionamentos que tem e desenvolve na história. Ao mesmo tempo em que ela quer ficar sozinha, ela precisa da atenção dos outros e precisa saber o que eles estão fazendo. Inclusive, acho que ela ganhou entendimento demais do seu casinho amoroso. Eles estão na faculdade e passam meses sem que ela deixe que ele coloque a mão nas costas dela...sério? Em que mundo? Tem certeza que dá pra chamar isso de namoro? Eu não vou me estender muito sobre o casinho amoroso que ela desenvolve para não dar spoilers.

Eu achei o final um pouco abrupto. Gostaria de saber um pouco mais sobre como tudo ficou depois, queria saber um final para alguns personagens, o que não rolou. Mas foi um final satisfatório, fechou a história certinho, sem grandes surpresas.

Concluindo, é um livro bom? Sim, é bem bom! Mas não é nada de anormal ou de uma excelência suprema. É um livro engraçadinho, com personagens bons.

O que você acha? Já leu? Quer ler? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Olá Rafa!

    Esbarrei no teu blog e acabei parando para ler essa resenha já que é uma leitura que me interessa. Não cheguei a ver comentários sobre o livro, mas sempre via a capa dele por aí e pela sinopse acabei me interessando. Parece ser aquele tipo de livro batido que geralmente não acrescenta muita coisa. Fiquei curiosa para saber mais sobre o enredo. Sei que a autora terá um livro lançado aqui no Brasil esse ano e vou ler ele, espero que seja melhor que esse rs'

    Ótima resenha!

    Beijo,
    Naty - Just Books.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal saber! Espero que você goste do blog :)
      Eu acho que as pessoas gostam bastante dele pela identificação com a personagem principal. Nós, leitores, geralmente temos esse lado de fã e somos mais introspectivos. No mais, é um livro bom, só isso.
      Eu também pretendo ler Eleanor & Park! Pode não acrescentar, mas é uma leiturinha gostosa haha

      Obrigada e beijos!

      Excluir
  2. Oi, Rafa!

    Achei essa capa linda e estava querendo ler uma resenha antes de decidir comprar, que bom que você fez!! hehehe
    Pela sua resenha e pela sinopse, acabei não me interessando mto; talves pegue em ebook em algum momento q quiser uma leitura bem leve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu confesso que ainda quero comprar a versão física, acho a capa tão lindinha! hahaha
      É um bom livro para quando quiser relaxar a mente ;)

      Bjs

      Excluir
  3. Oi, Rafa!

    Gostei muito da sinopse, principalmente por ser uma coisa não longe da minha realidade já que eu também escrevi fanfics e já fui uma fã maluca. Apesar disso já ser passado pra mim agora (com exceção dos atores gatinhos de filmes que grudam na cabeça), seria legal relembrar os velhos tempos lendo um livro como esse. Gostei das suas impressions sobre o livro. Será que dá pra comprar em algum lugar ou é só na internet?

    Beijos,

    Mari
    caixadamari.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!

      Talvez você goste bem mais que eu do livro! Acho que a identificação com a personagem conta muitos pontos no aproveitamento da leitura, né?
      Eu comprei a versão kindle dele, mas o livro físico acho que só na internet mesmo! Na livraria cultura tem, porém, o preço é salgadíssimo! R$ 79,50
      Vale a pena comprar no Book Depository!

      Mas acho provavel que em breve tragam para o Brasil também...

      Bjs!

      Excluir
  4. Q pena que vc n gostou tanto assim. Mas ainda sim quero ler esse livro e Eleanor & park, q ja comprei e vai ser lncado em breve no Brasil. Espero nao me decepcionar

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também quero ler Eleanor & Park! Eu gosto de romances, só foi uma pena não ter sido o que eu achei que fosse hehe

      Bjs

      Excluir
  5. Acho que ele realmente não é meu estilo de leitura, vou deixar para quando não tiver muita coisa para ler ;)

    Beijinhos :*
    http://pausaparaumcafe.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, guarda para um dia que quiser uma leiturinha fofa e simples ;)
      Bjs!

      Excluir
  6. Parece daqueles livros para se curtir numa tarde de sábado, sabe? Que entrete, mas não acrescenta. O que às vezes é exatamente o que procuro rs
    Adorei suas críticas. Me deu um panorama que não tinha da história. Primeira resenha que realmente leio do livro :)
    Adorei!
    Beijos, e obrigada por comentar lá no Literature-se o/
    Mell Ferraz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mell!
      É exatamente essa vibe que eu quis passar do livro, leitura de sábado, despretensiosa! haha
      Com esse propósito, acho que seria uma leitura excelente... o problema foram minhas expectativas mesmo!

      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Rafa, tudo bom?
    Até eu que não acompanho muitos vlogs gringos já tinha visto algo sobre esse livro. O pessoal fala muito da história, mas é uma pena que você não tenha curtido tanto quanto imaginava.
    Eu adoro a capa desse livro.
    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Ele fez/faz bastante sucesso mesmo. A capa é linda! Acho que se deixar o livro te surpreender, ele surpreenderá ;) o problema foi expectativas haha

      Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

TBR Março/2016

Eu poderia ter vergonha de dizer que não concluí a minha meta de Fevereiro, porém, considerando que eu sempre soube que era ambiciosa, não tenho haha
Faltou ler: O Segundo Sexo, The Two Towers e Ases nas Alturas. Faltou em partes... o único que eu não consegui nem pegar para começar foi o Ases nas Alturas. Eu li metade de The Two Towers, restando a outra metade para março. E consegui ler mais uma parte d'O Segundo Sexo.
Então, não foi um fracasso total, né? Bom, estes livros vão passar para a meta de março com alguns acréscimos:
Fundação e Terra, continuando o box extra da Fundação. Estou loooouca para saber o que vai acontecer em seguida!
Clube da Luta, porque a Dani do Só Lendo comentou sobre e fiquei muito curiosa para saber o que eu iria achar. Terminei de ler ontem mesmo, e como eu nunca tinha percebido o sabonete na capa?
A luz fantástica do Terry Pratchett, seguindo com a série Discworld. Fiz a loucura de comprar a série inteira no sebo, agora tenho que ler. Começarei a ler h…